Minas Acontece - Abastecer com álcool volta a compensar em Minas Gerais
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias de: Alfenas, Alterosa, Areado, Campos Gerais, Guaxupé, Juruaia, Machado, Paraguaçu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Serrania e Varginha.

Supermercado Nobre

Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Abastecer com álcool volta a compensar em Minas Gerais
15/06/2010
compartilhe:

Previsão é que preços baixos sejam mantidos até o último trimestre

Já é possível abastecer com álcool em Belo Horizonte pagando menos de R$ 1,39 pelo litro. Balanço da Agência Nacional do Petróleo aponta que esse é o preço mínimo na capital. A agência informa que o valor médio do etanol na cidade é de R$ 1,669, e, no Estado, de R$ 1,689. O preço médio equivale a 69% do valor da gasolina nos dois casos. É vantagem abastecer com álcool quando o litro custar até 70% do valor da gasolina, uma vez que o motor movido a etanol rende 30% menos.

Para calcular, basta dividir o preço do primeiro pelo segundo. Os postos de combustível no Estado são obrigados, por lei, a manter em local visível uma placa para indicar se há ou não vantagem. Há oito meses o álcool não era competitivo no Estado. Em outubro do ano passado, registrava um percentual de 71%, contra 67% em setembro.

De acordo com o Sindicato da Indústria de Álcool de Minas Gerais (Siamig), dois fatores prejudicaram a produção da cana-de-açúcar: o período chuvoso prolongado e a entressafra afetaram o mercado brasileiro, segundo a entidade.

A baixa oferta elevou os preços e reduziu a competitividade do combustível. No início do ano, o governo federal reduziu de 25% para 20% a mistura do álcool anidro na gasolina, com o intuito de garantir o abastecimento. Nem mesmo a antecipação da safra 2010/2011 de abril para março foi capaz de reverter o quadro. O preço do litro do álcool chegou a custar R$ 2 na capital mineira.

Balanço. Porém, com a retomada da produção, a tendência é que a competitividade do etanol dure até o último trimestre deste ano. Segundo dados da Siamig, até o início do mês, a produção de cana-de-açúcar somou 12 milhões de toneladas, alta de 34,5% frente as 9 milhões do mesmo período passado. O volume corresponde a 21,7% do previsto para este ano: 56 milhões de toneladas. De acordo com a entidade, a produção de etanol está em 484,4 milhões de litros, alta de 29,5% frente aos 373,9 milhões de litros do período passado. Cerca de 40 usinas concentram a produção de álcool no Estado.

Fonte: O Tempo

 


compartilhe:


















New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.