Minas Acontece - Notas manchadas de rosa circulam e causam transtornos em SP e Sul de Minas
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias: Alfenas - Guaxupé - Machado - Pouso Alegre
Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Notas manchadas de rosa circulam e causam transtornos em SP e Sul de Minas
13/5/2011
compartilhe:

 

SÃO PAULO - O novo dispositivo implantado pelos bancos para inibir roubos a caixas eletrônicos está causando problemas a comerciantes do Sul de Minas e na região de Campinas, em São Paulo. Uma tinta rosa mancha as cédulas no caso de explosões dos caixas. O problema é que essas notas manchadas estão circulando e muita gente não sabe o motivo ou o que fazer quando recebe uma delas. Os bancos são obrigados a trocar as notas, mas isso não está acontecendo.
Um comerciante de Pouso Alegre, no Sul de Minas, teve a surpresa ao fechar o caixa de sua pizzaria. Paulo Luciano Ferreira encontrou uma nota de R$ 100 manchada com a tinta. Desde então, ele não conseguiu trocar a nota. Tentou pagar uma conta na casa lotérica e trocar na agência bancária onde tem conta. O comerciante tentou registrar um boletim de ocorrência, mas a polícia quis apreender o dinheiro.

Em contato com o Banco Central, ele foi informado que as agências bancárias deveriam fazer a troca do dinheiro. Ele entregou a nota em um banco oficial e recebeu um documento que comprova que a nota foi retirada e será enviada ao BC. Mas o comerciante terá que esperar e não recebeu uma nota sem manchas no lugar.

Em Campinas, uma manicure tentou fazer a troca do dinheiro manchado na terça-feira, mas o gerente do banco se recusou. Segundo a manicure, após fazer um saque no valor de R$ 500, ela percebeu que uma das notas no valor de R$ 50 estava manchada.

O mesmo problema foi detectado por um vigilante, também em Campinas, no sábado. Ele fez um saque e entre as notas estava uma nota de R$ 50 manchada com a tinta rosa. O vigilante, que mora em Sumaré, registrou um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial da cidade. A cédula manchada foi encaminhada para perícia.

Segundo a assessoria de imprensa do Banco Central, a instituição bancária que receber a nota manchada de cor rosa pode registrar os dados pessoais do portador da cédula, mas não deve se negar a fazer a troca.

O BC diz que a troca pode ser feita em qualquer agência bancária e não só naquela em que o usuário possui conta. Já a assessoria de comunicação do Banco do Brasil informou que a entrega do recibo ao invés da troca do dinheiro é o procedimento normal para esses casos.

Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), as cédulas manchadas terão o mesmo tratamento que é dado às notas falsificadas. Ainda de acordo com o órgão, uma pessoa ou um comerciante pode se recusar a receber as notas manchadas.

Desde o começo de abril já foram pelo menos 43 ataques e roubos na capital e na Grande São Paulo, o que significa um roubo por dia. Os últimos três aconteceram entre a noite desta quarta-feira e madrugada de quinta.

A polícia decidiu colocar todo o efetivo da Delegacia de Roubo a Banco para investigar os crimes.

Fonte: Rede Globo



compartilhe:










New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.