Minas Acontece - Mudança na cobrança do ICMS em MG provoca mais um aumento no preço do combustível
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias: Alfenas - Guaxupé - Machado - Pouso Alegre
Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Mudança na cobrança do ICMS em MG provoca mais um aumento no preço do combustível
2/2/2018
compartilhe:

         A partir desta quinta-feira (1º), o motorista vai pagar em média R$ 0,08 a mais por litro. O Ministério da Fazenda permite a correção do  imposto em cima do valor praticado nas bombas.

gasolina e o álcool estão mais caros a partir desta quinta-feira (1º) em Minas Gerais. Desta vez o motivo foi por que o estado mudou o valor de referência na cobrança do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. A partir de agora, na hora de abastecer, o motorista vai pagar em média R$ 0,08 a mais por litro.

O Ministério da Fazenda permite a correção do imposto em cima do valor praticado nas bombas. A cada 15 dias, secretarias estaduais fazem pesquisa para saber o preço médio cobrado por litro de combustível nas revendedoras.

O imposto cobrado em Minas Gerais sobre a gasolina é de 31%, um dos mais altos do país. A porcentagem sobre o etanol é de 16% e sobre o diesel é 15%. Esta alíquota do ICMS é calculada sobre o preço médio do combustível no estado. A Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF) disse que a cada quinze dias é feito um levantamento de preços em pouco mais de 10% dos postos do estado. O preço médio encontrado foi de R$ 4,67 por litro.

Além do reajuste causado pela mudança na cobrança do ICMS, o consumidor já vem arcando com aumentos por 13 semanas consecutivas, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Minas Gerais (Minaspetro), que representa os mais de 4 mil postos do estado, se disse contra o reajuste. A entidade informou ainda que está apoiando os estabelecimentos que estão protestando contra o aumento por meio de faixas e banners.

height=281

Fonte:
https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/mudanca-na-cobranca-do-icms-em-mg-provoca-mais-um-aumento-no-preco-do-combustivel.ghtml



compartilhe:










New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.