Minas Acontece - Marcelo Álvaro reassume o Ministério do Turismo e desmente fakenews de que havia sido demitido por Bolsonaro
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias de: Alfenas, Alterosa, Areado, Campos Gerais, Guaxupé, Juruaia, Machado, Paraguaçu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Serrania e Varginha.
Supermercado Nobre
Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Marcelo Álvaro reassume o Ministério do Turismo e desmente fakenews de que havia sido demitido por Bolsonaro
7/2/2019
compartilhe:

A alegria dos opositores durou pouco! Exoneração foi publicada no dia anterior para que o ministro pudesse tomar posse como deputado federal.

height=339

Marcelo Álvaro Antônio voltou a ser ministro do Turismo, 24 horas depois de ter sido exonerado para assumir o cargo de deputado federal pelo PSL de Minas Gerais. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União na madrugada desta quinta-feira, 7, com data da véspera. O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, chegou de cadeira de rodas tomou posse como deputado federal no plenário da Câmara.

Na madrugada anterior, a publicação da exoneração de Antônio - cujo nome de batismo é Marcelo Henrique Teixeira Dias - gerou fakenews de que ele havia sido demitido por Bolsonaro, já que enfrenta, desde o início da semana acusações de ter montado um esquema de candidaturas laranja para desviar dinheiro do fundo partidário. Fato esse denunciado pela Folha de São Paulo que atacou o candidato Bolsonaro em toda campanha e continua a caluniar o governo.

Já na quarta pela manhã o governo esclareceu que a exoneração duraria 24 horas, o suficiente para que o mineiro assumisse como deputado na Câmara, uma formalidade que não conseguira cumprir no dia 1º - data em que os parlamentares tomaram posse -, pois estava afastado por problemas médicos.

Antônio nega as acusações de que tenha participado do suposto esquema de desvio de verbas durante as eleições e ressalta que suas contas foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Bolsonaro resolveu cortar os gastos com propagandas nas grandes mídias, o que vem causando desespero no meio jornalistico que sempre dependeram de verbas publicas.

Por Pedro Alencar Azevedo



compartilhe:

















New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.