Minas Acontece - Polícia Civil informa que é mentira sequestro de criança em Alfenas
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias de: Alfenas, Alterosa, Areado, Campos Gerais, Guaxupé, Juruaia, Machado, Paraguaçu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Serrania e Varginha.
Supermercado Nobre
Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Polícia Civil informa que é mentira sequestro de criança em Alfenas
5/5/2019
compartilhe:

Por Pedro Alencar Azevedo

FAKE NEWS: A criança foi entregue pelo próprio pai para adoção de parentes.


Nesta terça (04/05) foi divulgada no facebook uma falsa comunicação de crime de que uma criança havia sido sequestrada em Alfenas e supostamente teria sido vendida pelos pais a moradores em Guaxupé. A notícia virilizou rapidamente nas redes sociais expondo o rostinho do bebê.

height=621
height=621
height=621

A Polícia Civil de Alfenas, através do delegado Dr Márcio Bijálon resolveu checar a veracidade das informações e fez contato com investigadores na cidade de Guaxupé que acabaram localizando a criança na cidade de Muzambinho, onde foi apurado que a criança foi entregue pelo pai a familiares e que inclusive com um documento registrado em cartório fazendo a doação. A motivação seria porque os pais da criança são usuários de drogas e alegavam não ter condições de cuidar da mesma.

A mãe da criança em Alfenas contestou tal versão e disse que o pai fez a doação sem o seu consentimento, que ela tem problemas com drogas, mas vai procurar se internar para tratar e que tem família para cuidar da criança.

O juiz da comarca de Muzambinho está acompanhando o caso e não deixou a criança retornar para a mãe em Alfenas.

De acordo com a polícia, se a família se sentir prejudicada poderá entrar com processo de calúnia e difamação contra a autora da postagem. A exposição da imagem da criança não poderia ter sido exposta sem o consentimento da família relata as autoridades.

A Polícia Civil alerta para ficar atento e checar se a fonte é de confiança antes de sair compartilhando fake news que pode vir a gerar transtornos.

VEJA A ENTREVISTA COM O REPÓRTER MAGAYVER E A POLÍCIA CIVIL EM MUZAMBINHO, ONDE A CRIANÇA FOI LOCALIZADA:







compartilhe:


















New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.