Minas Acontece - Empate de Pimentel com Costa complica definição de nome
Minas Acontece - O que acontece em Minas você fica sabendo primeiro aqui! Notícias de: Alfenas, Alterosa, Areado, Campos Gerais, Guaxupé, Juruaia, Machado, Paraguaçu, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Serrania e Varginha.

Supermercado Nobre

Minas Acontece Home    Fale Conosco  

Galeria de Fotos   |   Vídeos  

PÁGINA PRINCIPAL  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  
POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA
Polícia       Política       Geral       Economia       Esporte       Cultura       Eventos       Guia Comercial      Contato Buscar:


Empate de Pimentel com Costa complica definição de nome
03/06/2010
compartilhe:



Após reunião com Dilma, Pimentel já teria admitido abrir mão da disputa

Os números da pesquisa Ibope, encomendada pelo PMDB para embasar a escolha do candidato da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao governo de Minas, demonstram que a disputa pela cabeça de chapa está acirrada. Segundo levantamento divulgado pelo jornal "Folha de S.Paulo", o senador Hélio Costa (PMDB) tem melhor desempenho, mas o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) se aproximou bastante - há um empate técnico.

Hélio Costa aparece com 32% das intenções de voto, contra 26% do governador Antonio Anastasia (PSDB) e 3% de José Fernando Aparecido, pré-candidato do PV. Quando Pimentel é o candidato da base lulista, o petista tem 29% da preferência, contra 25% de Anastasia e 4% de José Fernando.
Na pesquisa espontânea, quando os nomes não são apresentados aos entrevistados, Hélio Costa e Antonio Anastasia aparecem com 10%, contra 8% de Fernando Pimentel. Como a margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais, os três estão empatados. A pesquisa Ibope está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais sob o número 30277/2010.

Os números do Ibope confirmam a tendência já demonstrada pela pesquisa feita pelo Instituto Sensus, indicado pelo PT, que também servirá de apoio para a definição do candidato da base de Lula em Minas. Na Sensus, Hélio Costa tem 32% das intenções de voto, contra 21% de Anastasia. Já Pimentel tem 30% contra os mesmos 21% do tucano.

Repercussão. Nos bastidores, o PT comemorou o resultado. Segundo lideranças petistas, se o critério de definição for as pesquisas, Pimentel seria o escolhido porque embora esteja empatado na quantitativa com Hélio Costa, teria melhor desempenho na qualitativa.

No entanto, a decisão do nome deve ser política. "Nosso limite é o desejo do presidente Lula e de Dilma Rousseff", disse um integrante do alto escalão petista.

Informações de bastidores dão conta de que Dilma conversou ontem com Pimentel e pediu que o ex-prefeito abra mão de sua candidatura em favor de Costa, para não comprometer a aliança nacional entre PT e PMDB, considerada fundamental para a campanha presidencial petista.
Após a conversa com Dilma, Fernando Pimentel já teria admitido aos seus apoiadores que Hélio Costa só não será o candidato da aliança PMDB-PT se desistir da disputa.

Nenhum representante do PMDB foi encontrado ontem para comentar os números. Já o senador Hélio Costa deixou uma frase em seu Twitter que pode exemplificar bem o clima. "Temperatura alta. Cabeça quente. Vou para o Sul de Minas curtir o frio gostoso de Monte Verde", escreveu o senador.

PSDB
Andrea Neves rebate oposição
   A presidente licenciada do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e irmã do ex-governador Aécio Neves, Andrea Neves, respondeu ontem às críticas da oposição de que o governo do Estado investe pouco no social. Andrea, que se licenciou do cargo para trabalhar na campanha tucana, esteve ao lado do governador e candidato à reeleição, Antonio Anastasia, no anúncio dos músicos selecionados para participar do projeto Vozes do Morro.
“O governador Aécio disse que, se ele pudesse escolher um debate para acontecer durante o processo eleitoral, escolheria esse debate sobre políticas sociais porque os nossos resultados na área são muito vigorosos e superiores a muitos de outros Estados brasileiros”, afirmou.
   Já Anastasia disse estar confiante na sua vitória no primeiro turno. “É uma firmeza de propósito. Nós vamos trabalhar firme por tudo aquilo que realizamos nos últimos anos. Também tenho muita confiança na vitória”, afirmou.
   O governador disse ainda não estar preocupado com a indefinição da oposição em escolher um candidato para concorrer com ele e que, apesar de ainda considerar cedo qualquer análise, está satisfeito com os resultados das pesquisas eleitorais. (Matheus Jasper)

Análise
PT usará arma do PMDB, que esticará corda
   As pesquisas encomendadas por PT e PMDB mostram que Hélio Costa e Fernando Pimentel vão chegar em condições de igualdade no dia marcado para a definição do candidato, no próximo domingo, levando-se em conta as intenções de voto. Os petistas defendem que os estudos qualitativos comprovam que Pimentel possui a maior capacidade de crescimento. Os números, que antes eram usados pelo PMDB para forçar a candidatura de Hélio Costa, agora são armas petistas a favor de Pimentel.
   Mas o PMDB promete não entregar facilmente a candidatura ao governo de Minas. O partido deve manter o lançamento de Hélio Costa como condição para confirmar a aliança nacional com o PT e garantir um precioso tempo a mais de TV à campanha de Dilma Rousseff. Será que o PT nacional vai arriscar?
   Como disse o próprio Hélio Costa, “clima quente” nos bastidores, com previsão de esquentar ainda mais nos próximos dias. (RG)

Fonte: O Tempo



compartilhe:

















New Page 8

 
Notícias >  Cultura  |  Esportes  |  Economia  |  Geral  |  Polícia  |  Política

Classificados >  Geral  |  Imóveis  |  Veículos

Home       Fale Conosco  

Fone:35 8705-5331
Todos direitos reservados.