Minas Gerais

Entre traições e decepções Alberto Silva (Betto) anuncia desistência da candidatura

ALBERTO SILVA (BETTO) ANUNCIA DESISTÊNCIA DA SUA CANDIDATURA

5 de agosto de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

O então pré-candidato Alberto Silva comunicou ao PTB, na tarde de ontem, a desistência da sua

candidatura ao cargo de Deputado Federal pelo estado de Minas Gerais. A reportagem foi atrás para

saber os motivos, lembrando que Alberto Silva é no Brasil um dos maiores Youtubers apoiadores do Presidente Jair Messias Bolsonaro.

Alberto explica, é necessário justificar as razões da minha desistência na disputa por uma cadeira de

deputado federal, cargo tão importante nesse pleito de 2022. Oriundo de outras mídias, escrita

inclusive como um site, fui para o YouTube e lá comecei a crescer. Hoje mantenho diversos canais com

uma quantidade gigantesca de inscritos e seguidores por todo o Brasil. A criação dos diversos canais e

oportunidade de levar esperança, verdade e opiniões às pessoas, mesmo a alto custo, sempre me

motivou. Verdades e opiniões custam muito caro a quem as declara e defende, principalmente quando

os limites da constituição federal são ignorados e a covardia de um senado comprometido com

processos no STF é patente. Quero lembrar aqui ter sido alvo de busca e apreensão bem como intimado

a depor na polícia federal a mando do ministro Alexandre de Moraes, tudo isso por ter questionado

nos meus canais, entre outras coisas, o banquete regado a vinhos premiados e lagosta que o Supremo

Tribunal Federal aprecia gastando o dinheiro do povo, notícias essas veiculadas exaustivamente em

diversas outras mídias e veículos de comunicação, mas censuradas de forma discricionária.

Em certo momento, desfrutando de condição muito favorável à frente dos meus canais, recebi convite

para ser candidato, feito diretamente pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, quando impus

algumas condições para o partido. Eu coloquei a eles de forma inegociável a importância de serem

corretos, transparentes e honestos comigo durante todo o tempo, o que implica por óbvio manterem os

compromissos assumidos, as palavras, a sustentação das premissas e ofertas que dariam suporte à

candidatura. Para encurtar a história, o próprio Roberto Jefferson participou de uma Live no meu canal

contando acreditar na minha pessoa, razão pela qual estava me convidando. Não fiz Lobby, não ofereci

troca, foi espontâneo. Depois disso fui buscar apoio do PTB na minha cidade de Poços de Caldas, tendo

recebido à época, do presidente do partido PTB local, promessa de apoio incondicional.

Pensei ter feito a escolha correta, mas as coisas desviaram para um percurso diferente de para onde

deveriam fluir. O PTB em Minas Gerais tem um favorito na minha cidade, presidente atual da sigla,

deputado estadual Bráulio Braz, postulante a uma cadeira na Câmara dos Deputados Federais. É uma

disputa eleitoral para o PTB muito difícil, não sendo esse o problema. O PTB não deverá fazer ocupar

muitas cadeiras, difícil cravar um eleito apenas, com sorte dois, reservando espaço e ressalvas para as

minhas percepções (que se grife). O Problema reside no fato de com o passar do tempo, as articulações

foram minando as condições de eu ir para uma disputa igualitária, ou seja, de forma igual dentro do

partido. A quota inicialmente ofertada do FEFC – Fundo Especial de Financiamento de Campanha que

me seria destinada virou pó, além de outras possibilidades associadas à pré-campanha, tudo foi

diminuindo. Percebi então que o partido estava na realidade fazendo uma espécie de utilização do meu

nome, sem me oferecer de fato o apoio essencial, apenas para eu disputar na provável condição de

somar votos e eleger o presidente da sigla. Então eu não topo, jamais aceitaria estar nessa condição,

digamos de fachada, para benefício de um, discricionariamente, em detrimento de outros. Vez que há

critérios objetivos de distribuição de recursos, com menos razão ainda poder-se-á admitir um recuo em

relação ao que fora prometido, nem mais nem menos.

Em cenário mais complexo de análise e delicadas expressões, por razões judiciais, restrições e ordens

impostas, não está sendo possível contar com o apoio da nacional, pois todos aqueles pares da época

em que fui indicado pelo Roberto Jefferson, hoje não estão mais participando da condução. Não posso

recorrer a Nacional pedindo socorro e não me ocorre fazer tipo de coitado. Prefiro me orientar pelos

fatos e deles subtrair decisões razoáveis. O fato é que a nacional não está mais comigo. A vida segue,

mas não sem um registro ainda mais relevante negativamente. Em evento aberto, o presidente local da

sigla na minha cidade, estando presente o governador Romeu Zema, estendeu as mãos em apoio a

candidato de outro partido, do PSB, que apoia o “descondenado”. Comecei a entender de fato, o que é

a política de certo tipo de político. O jogo é por vezes sujo, baixo e inconfessável. Minha vida foi

vasculhada e não encontraram nada, por eu nada ter a esconder. Minhas atividades são lícitas, não

barganho nem comungo com bandidos e eu sei o quanto isso “os” incomoda.

Tendo respondido à justiça, a polícia e a todos que vieram até mim, permaneço com a firmeza de

cidadão correto, podendo notar que tudo o quanto passei e provavelmente passarei está no campo da

perseguição política e desrespeito à liberdade de expressão. Pois bem, se não é agora será do meu jeito,

logo, como cidadão brasileiro, de bem, como pai de família e amante desta nação, eu ficarei apenas na

condução dos meus canais, mostrando as verdades e expondo minhas opiniões. Os podres da política

serão expostos, de fato, pelos próprios fatos que ordinariamente produzem, bem como os inimigos do

país nos quais não podemos confiar e menos ainda ofertar reverência. Permanecerei apoiando no meu

canal, de forma incondicional à reeleição do presidente Bolsonaro. Em Minas Gerais, também apoiarei

a reeleição do governador Romeu Zema e claro, utilizarei as minhas redes sociais para apontar alguns

candidatos a governadores de outros estados, deputados estaduais e federais. Todos os que desejarem

estarão junto comigo nos meus canais e de graça, sem troca de favores.

Por um Brasil melhor, quem sabe numa próxima oportunidade, com a mesma determinação e mais

experiente eu retorne candidato. Não é muito esperar por uma “ordem” de pessoas honestas

abraçando uma possível candidatura.

Dessa vez eu vou ficar por aqui, como um torcedor ativo, como brasileiro participando do processo de

mudança. Aos que ombrearam comigo de maneira correta e produtiva registro minha inteira gratidão.

A Deus, minha fé e respeito….
Alberto Silva (BETTO)