Fama

Motorista de ambulância da prefeitura de Fama sofre perseguição política por não ter votado no atual prefeito

Há 33 anos, o servidor presta serviço e é bastante querido pela população.

30 de junho de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

Nossa produção foi acionada na cidade de Fama, no Sul de Minas, nesta quarta-feira (29/06), sobre uma denúncia de perseguição política contra um servidor público.

Sr. Ivo trabalha na área da saúde há 33 anos, geralmente na ambulância, é bastante querido pela população, conforme até comentários durante a transmissão ao vivo, mas recentemente ele foi remanejado para trabalhar no caminhão da prefeitura. A perseguição estaria ligada pelo fato dele não ter votado no prefeito atual.

Ivo acabou sendo preso por desacato, após ter sido chamado para participar de uma reunião com motoristas no gabinete da prefeitura, porém quando chegou a reunião era somente com ele e saiu de lá dentro de uma viatura da Polícia Militar.

Outro detalhe muito estranho é a prefeitura ter intimado uma testemunha do servidor, o sargento Omar Pichara do quadro de reservas da PM. A intimação foi feita pelo Presidente da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar da prefeitura, Douglas Jesus Prado Futemma.

Um representante da prefeitura foi ouvido pela nossa reportagem, porém estava bastante confuso não sabendo explicar o porquê da perseguição contra o servidor, apenas relatando que com o boletim de ocorrência registrado foi aberto o Processo Administrativo Disciplinar.

Muitas pessoas comentaram durante a transmissão ao vivo sobre a injustiça que estão fazendo com o Sr. Ivo e elogiaram pelos serviços prestados.

Da Redação