Carmo do Rio Claro

PM age rápido e prende criminoso que estava aterrorizando em cidades na região de Carmo do Rio Claro

O meliante acabou levando uma surra da vítima durante um dos assaltos.

2 de agosto de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram

Na madrugada desta segunda-feira (01/08), aconteceu um assalto na cidade de Alpinópolis, no Sul de Minas. O carro levado pelos bandidos foi abandonado nas imediações da cidade de Carmo do Rio Claro.

Quando as equipes da Polícia Militar (PMMG), realizavam diligências a procura dos criminosos, chegaram informações pela rede de rádio das viaturas que havia acontecido um outro assalto nas proximidades da rodovia MG 184, altura do Km 07, próximo a um estande de tiro em Carmo do Rio Claro. A dupla de assaltantes armado com um simulacro de pistola, roubaram um celular, porém durante a fuga um deles se deparou com uma das vítimas, levou uma surra, o comparsa do criminoso fugiu por um matagal deixando o companheiro recebendo as sessões grátis de “quiropraxia”, em seguida a PM prendeu o indivíduo identificado como Rodrigo.

Segundo a PM a vítima do assalto em Alpinópolis identificou o meliante, que inclusive estava com seu relógio. Durante conversa com os policiais ele assumiu os crimes, inclusive confessou o envolvimento em diversos crimes na região.

Um simulacro de pistola foi apreendido pela PM. Antes de ser conduzido para delegacia, Rodrigo ainda precisou ser levado ao hospital pela PM para tomar uma dipirona para dor depois da sessão de “quiropraxia”, que ganhou da vítima e passar um Merthiolate.

Em seguida ele foi conduzido para delegacia da Polícia Civil (PCMG), o flagrante ratificado pelo delegado de plantão, ele será encaminhado ao sistema prisional, onde receberá uma alimentação de qualidade balanceada por nutricionista, café da manhã, almoço, café da tarde e janta, um detalhe, a mistura do almoço, se repetir na janta, vira o presídio. Tudo isso pago com impostos da população.

O comparsa corajoso de Rodrigo, que ao ver a surra do colega de profissão do crime fugiu, por enquanto não foi localizado pela PM, que continua em diligências para prendê-lo.

Da Redação